Pré Natal e Alta complexidade

O acompanhamento próximo de um profissional da saúde durante o seu pré-natal é primordial para a prevenção e identificação de possíveis condições pré-existentes, tanto maternas, quanto fetais. Além de descobrir de forma precoce doenças como a pré-eclâmpsia – uma das principais causas de mortalidade materna no país -, certas malformações do bebê que estão em fases iniciais podem ser tratadas ainda dentro do útero, proporcionando uma vida saudável após o seu nascimento.

Outra vantagem dessa assistência é o apontamento de doenças silenciosas, que se desenvolvem no organismo materno e não necessariamente se manifestam prontamente. Patologias como a hipertensão arterial, diabetes, sífilis, anemias e doenças do coração, podem ser diagnosticadas e combatidas, trazendo melhor qualidade de vida a você, tanto durante a gestação, quanto após o nascimento do seu filho.

Exames básicos
Exames como o de sangue – que determina a tipagem sanguínea, a dosagem de hormônios, níveis de açúcar, entre outros resultados; de urina, que pode indicar tendências de desenvolvimento de pré-eclâmpsia; e de fezes, que deflagra a existência de parasitas no intestino; são obrigatórios logo no início do pré-natal.

Com relação aos testes mandatórios para as demais fases da gravidez, entram a ultrassonografia intravaginal, a de translucência nucal, a morfológica, triagem de diabetes gestacional, de estreptococo beta-hemolítico, e, por fim, a ultrassonografia de terceiro trimestre.

Demais orientações e apoio emocional
Somado aos diagnósticos precoces, o apoio fornecido durante o pré-natal vai além. Orientações sobre os hábitos alimentares e manutenção nutricional, higiene pessoal, e até mesmo a tirada de dúvidas sobre o parto e o cuidado com a criança também fazem parte do processo. No decorrer das consultas, o médico fornecerá diretrizes acerca da manutenção, ou não, de hábitos posteriores à gestação, como exercícios físicos, recreação, vida sexual, consumo de bebidas alcoólicas, fumo, entre outras.

Com relação à questão psicológica, o apoio nestas consultas exerce papel importante no auxílio de se superar e enfrentar possíveis questionamentos tão comuns no decorrer da gravidez.

Alta complexidade – Câncer de mama
Em alguns casos como o do câncer de mama, por exemplo, não se faz possível a prevenção durante o pré-natal. Porém, mesmo sendo o tipo mais comum da doença em território nacional, quando diagnosticado de forma precoce a sua chance de cura aumenta muito, podendo chegar aos 95%.

Por mais que o nódulo em uma das mamas ou nas axilas seja o sintoma mais conhecido, existem outros sinais que podem indicar a presença do câncer. Entre os mais comuns estão a inversão do mamilo; dor na mama ou no mamilo; alteração na forma e/ou no tamanho do seio; inchaço no braço; formação de feridas; coceira local e mudança na pele da região.

Caso apresente um dos sintomas elencados, o recomendado é que o ultrassom da mama e a mamografia sejam feitos, mesmo após a realização do autoexame.

Após a identificação, o tratamento varia dependendo do caso. Por conta disso, é sempre recomendado um acompanhamento médico, que definirá as particularidades e as diretrizes mais corretas para o seu caso em específico.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *