Dia Nacional do Diabetes: muita atenção na gravidez

A ingestão de açúcar e doces deve ser controlada, para evitar complicações como o diabetes

O dia 27 de junho é dedicado ao Dia Nacional do Diabetes. No aspecto da obstetrícia, o diabetes representa uma das mais importantes complicações do período gestacional. Os principais fatores de risco são mulheres com sobrepeso ou obesidade, sedentárias, idade acima dos 35 anos, histórico de diabetes em parentes de primeiro grau, antecedente de síndrome dos ovários policísticos, história de gestações anteriores com fetos grandes, polidrâmnio (aumento do líquido amniótico), hipertensão arterial ou pré-eclâmpsia e eclâmpsia. Algumas medicações também podem causar o aumento da glicemia, como o uso de corticoide.

O diabetes gestacional é uma desregulação dos níveis glicêmicos durante a gravidez, mesmo naquelas mulheres que sempre tiveram as taxas de açúcar normais. Essa doença atinge de 7 a 13% das gestantes, e provoca sintomas parecidos com uma gravidez normal, como fadiga, sonolência, aumento do volume da urina e sede.

A principal forma de se combater o diabetes gestacional é ter uma boa alimentação, equilibrada e fracionada, sem abusar de doces e outros alimentos muito gordurosos. “A alimentação muda completamente o perfil do diabético. Ela melhora muito os níveis de glicemia. Às vezes, basta reorientar a paciente em relação ao que ela pode ou não comer que ela consegue seguir a gestação, muitas vezes, sem a necessidade de tomar medicação”, explica Luciana Costa, nutricionista do Hospital e Maternidade Santa Joana.

A atividade física também pode ser uma medida eficaz para combater o diabetes gestacional. “O ganho de peso é o que faz com que ela piore o nível de resistência à insulina”, relembra a nutricionista. É importante enfatizar que o controle do peso e da atividade física deve ser feito por um obstetra.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *