Quais as principais reações do bebê às vacinas?

As mais frequentes são dor local, febre, irritabilidade, diarreia e, em alguns casos, lesões na pele. As mais graves são extremamente raras, principalmente hoje em dia, quando quase todas as vacinas são acelulares, ou seja, não contêm o bacilo vivo em sua composição. Mas podem ocorrer.

Ao receberem a tríplice, por exemplo, há crianças que ficam pálidas, prostradas e sem reação logo após a vacina. A cena assusta, mas não é grave nem deixa sequelas. No caso das vacinas celulares, ou seja, com o vírus atenuado, há risco de a doença que deveria ser prevenida se desenvolver.

Mas isso ocorre em menos de uma por 1 milhão de doses de Sabin (que previne poliomielite), ou excepcionalmente com a vacina da febre amarela. Existe um mito de que o autismo estaria relacionado à vacina tríplice, mas vários estudos derrubaram a hipótese.

Este tema e outros, sobre vacinas, foram abordados em uma reportagem da revista Crescer, que teve Dra. Rosana Richtmann, infectologista do Hospital e Maternidade Santa Joana como fonte.

Para ler o conteúdo na íntegra, clique aqui.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *