Desvendando os mistérios do umbigo

A limpeza é fundamental nos cuidados com o coto umbilical

Depois que têm alta e voltam para casa, agora acompanhados de um bebê recém-nascido, normalmente as novas mamães e papais ficam tensos com uma entidade ligeiramente assustadora – o umbigo! Último resquício da ligação entre feto e placenta, o coto umbilical demora alguns dias para cair e, geralmente, traz muitas dúvidas para os marinheiros de primeira viagem.

O blog Santa Joana ajuda você a desvendar esse mistério e perceber que, afinal, o umbigo do bebê não é nenhum bicho papão.

O coto umbilical é uma porta de entrada para infecções e por isso, deve ser mantido bem limpinho até que caia. “No banho, deve-se lavar bem com água e sabão. O importante é o cuidado pós-banho. Deve-se enxugar bem o bebê e, no umbigo, passar álcool a 70% em movimentos circulares, retirando toda a sujeira que possa ali se acumular”, ensina a enfermeira Ana Paula Ferreira, da UTI Neonatal do Hospital e Maternidade Santa Joana.

Essa higiene deve ser feita até que ocorra sua queda, em torno de 15 dias depois do nascimento. A queda é resultado do processo de cicatrização do umbigo, que começa de dentro para fora.

Inchaço, vermelhidão, dor e secreção nessa região podem ser sinal de alguma infecção e nesses casos o bebê deve ser examinado por um pediatra. Os pais também precisam ficar atentos à cicatrização do umbigo após a queda do coto para ter certeza que ocorreu o fechamento completo.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *