Anestesia geral pode ser usada no parto?

Em Obstetrícia, o uso de anestesia geral é muito raro

É possível realizar parto com anestesia geral, mas esta situação é muito rara. “Apenas alguns casos específicos de cesariana, quando é necessário fazer um parto de emergência (hemorragia importante, sofrimento fetal agudo etc.), a equipe de Anestesiologia pode optar pela anestesia geral. No entanto, esse tipo de procedimento é utilizado excepcionalmente”, alerta Dra. Monica Siaulys, anestesiologista chefe do Hospital e Maternidade Santa Joana.

Na maioria absoluta dos casos, são usados preferencialmente três tipos de anestesia em Obstetrícia: a raquidiana, a peridural e uma combinação das duas. “A diferença entre as duas primeiras está na quantidade de anestésicos e na ação da droga. Enquanto a raquidiana – conhecida como raqui – usa uma quantidade menor de anestésico, a peridural contém maior quantidade. A raqui é dada de uma só vez, já a peridural é administrada continuamente, por meio de um cateter. Em geral, a raqui é utilizada nas cesarianas e a peridural, nos partos normais, que costumam ser mais longos. Quando o trabalho de parto já está avançado, o mais comum é utilizar a raqui, pelo seu efeito imediato”, explica Dra. Monica

Para minimizar a ansiedade e o medo relacionado ao parto, procure manter-se informada. Leve suas dúvidas à consulta de pré-natal, com seu obstetra. Se for indicado, ele pode encaminhá-la para uma avaliação pré-anestésica na maternidade em que você tiver o bebê.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *