Quais anestesias podem ser usadas no parto?

As questões quanto ao parto podem ser muitas: tire suas dúvidas e reduza a ansiedade

Há, basicamente, três tipos de anestesia utilizados em Obstetrícia: a raquidiana, a peridural e uma combinação das duas. “A diferença entre as duas primeiras está na quantidade de anestésicos e na ação da droga. Enquanto a raquidiana – conhecida como raqui – usa uma quantidade menor de anestésico, a peridural contém maior quantidade.

A raqui é dada de uma só vez, já a peridural é administrada continuamente, por meio de um cateter. Em geral, a raqui é utilizada nas cesarianas e a peridural, nos partos normais, que costumam ser mais longos. Quando o trabalho de parto já está avançado, o mais comum é utilizar a raqui, pelo seu efeito imediato”, explica Dra. Monica Siaulys, anestesiologista-chefe do Hospital e Maternidade Santa Joana.

Para cada futura mamãe, há um tipo de anestesia mais adequado ao seu quadro clínico e às características do seu organismo. Antes do parto, o anestesista faz uma criteriosa análise para decidir o tipo de anestesia e a quantidade ideal que indicará.

Em alguns casos, é preciso combinar a anestesia raquidiana com a peridural para se beneficiar do efeito das duas. “A anestesia combinada é a utilização das duas anestesias – ministrando a peridural junto com uma pequena dose de raquidiana. Os benefícios são a ação rápida da raqui, promovendo alívio da dor, e a ação prolongada da peridural. Esse tipo de conduta é conhecido como duplo bloqueio”, esclarece Dra. Monica.

Para ficar mais tranquila na hora do parto, esclareça todas as dúvidas com o seu obstetra e com o anestesista, que fará uma visita antes do procedimento. Informação é uma das medidas mais eficazes para aliviar a ansiedade.

Uma resposta para Quais anestesias podem ser usadas no parto?

  1. Michele says:

    Olá!

    Vou ter minha bebe ai no Santa Joana, eu e meu marido ficamos satisfeitos com a apresentação da Maternidade, ela é ÓTIMA, e LINDA! rs.

    Quanto a postagem acima, tenho MUITO medo da raqui, gostaria de saber dos riscos.

    Obrigada,

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *