Quais são os tipos de anestesia usados no parto?

Geralmente, a ansiedade das mães de primeira viagem aumenta muito quando chega a hora do parto. Uma grande preocupação das gestantes é com a dor que podem sentir durante esse procedimento.

Há, basicamente, três tipos de anestesia para minimizar esse trauma: a raquidiana, a peridural e a combinação das duas. “A diferença entre as duas primeiras está na quantidade de anestésicos e na ação da droga. Enquanto a raquidiana – conhecida como raqui – usa uma quantidade menor de anestésico, a peridural contém maior quantidade. A raqui é dada de uma só vez, já a peridural é administrada continuamente, por meio de um cateter. Em geral, a raqui é utilizada nas cesarianas e a peridural, nos partos normais, que costumam ser mais longos. Quando o trabalho de parto já está avançado, o mais comum é utilizar a raqui, pelo seu efeito imediato”, explica Dra. Monica Siaulys, anestesiologista chefe do Hospital e Maternidade Santa Joana.

Outra dúvida comum é em relação ao lugar do corpo em que as anestesias são aplicadas. Dra. Mônica responde: “Nas costas, entre as vértebras. Antes de introduzir a agulha com o anestésico, o anestesiologista aplica um anestésico tópico (local)”.

Confiança na equipe médica que realizará o parto também é essencial para reduzir a ansiedade. Procure um obstetra capacitado que possa esclarecer as suas dúvidas e transmitir segurança. A escolha de uma instituição especializada, que ofereça um alto padrão de excelência no atendimento às gestantes, como o Hospital e Maternidade Santa Joana, também é fundamental.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *