• Home
  • blog
  • O aumento no número de prematuros

O aumento no número de prematuros

21/11/2011 Atualizado há 9 anos

Nos últimos anos, a quantidade de partos prematuros cresceu nas maternidades brasileiras. Os médicos acreditam que, de cada 100 bebês, seis são prematuros. Uma das causas para isso é o fato de as mulheres engravidarem cada vez mais tarde. O resultado são crianças que nascem menores, abaixo do peso e com maior risco de adquirirem doenças. Entenda por que tantos bebês estão vindo antes do tempo e quais os cuidados que um prematuro exige.
“As crianças que nascem antes de completar 37 semanas são consideradas prematuras”, explica Dr. Renato Kfouri, pediatra e neonatologista do Hospital e Maternidade Santa Joana, de São Paulo. “Todas as complicações e taxas de sobrevida estão relacionadas a quão prematura é essa criança”, explica Kfouri. Vale lembrar que uma gestação normal e completa dura nove meses, ou 40 semanas.
Existem muitos motivos que fazem um bebê nascer antes do tempo. Dr. Renato Kfouri explica que o parto pode ser antecipado quando a criança tem problemas de mal formação ou de infecções, adquiridas da mãe. Doenças na gestante, como hipertensão, diabete ou infecções, também podem levar a um parto prematuro. Entram nessa lista ainda pequenos que estão com dificuldade de nutrição por causa de uma placenta malformada. “Além disso, nas gestações múltiplas, a tendência de não completar os noves meses também é grande”, diz Dr. Kfouri.
A Unidade de Terapia Intensiva neonatal do Hospital e Maternidade Santa Joana está entre as melhores do país e é referência internacional no atendimento do recém-nascido de alto risco ou que necessite de cuidados especiais.

© 2020 Santa Joana. Todos os direitos reservados.

Rua do Paraíso, 432 | CEP 04103-000 | Paraíso | São Paulo | SP | 11 5080 6000

Responsável Técnico: Dr. Eduardo Rahme Amaro | CRM 31624

Agendar visitaAgende uma visita, vamos adorar receber você.Quero agendar uma visita