Conheça o Santa Joana

Experiência e cuidados individuais que garantem o melhor tratamento aos prematuros da UTI Neonatal

Tamanho do Texto:



Se a hora do parto chegou antes do esperado, conte com nossa equipe experiente para proporcionar todo o cuidado ao prematuro, com apoio completo, infraestrutura moderna e os mais avançados protocolos de atendimento.

O nascimento de um bebê é sempre um momento extraordinário. O primeiro choro, a primeira mamada... O começo de uma nova vida, no entanto, nem sempre ocorre exatamente da maneira como esperávamos. Às vezes, o bebê pode precisar de cuidados de saúde especiais.

É para situações assim que entram em ação os serviços de excelência da Unidade de Terapia Intensiva (UTI) Neonatal do Hospital e Maternidade Santa Joana. Somos referência para a América Latina no atendimento ao recém-nascido de alto risco e temos uma equipe especializada para estar 24 horas por dia ao seu lado nesses momentos delicados da vida.

Nossa UTI Neonatal é dividida em cinco condutas de atendimento específicas. Isso permite um atendimento muito mais especializado e um cuidado único para bebês com diferentes quadros clínicos:

• Neonatal (geral).

• Neurológica.

• Cirúrgica.

• Prematuro extremo.

• Longa permanência.


O que é parto prematuro?

O parto prematuro é o nascimento do bebê antes do tempo previsto, ou seja, antes que seu organismo esteja totalmente pronto para deixar a barriga da mãe e se desenvolver sem cuidados médicos especiais. Todas as crianças que nascem antes de completar 37 semanas são consideradas prematuras.

No Santa Joana, esses bebês correspondem à metade das internações na UTI Neonatal, enquanto a outra metade costuma ser ocupada por pacientes com problemas neurológicos, cardiopatias congênitas, que passaram por cirurgia ou que tiveram doenças graves nos primeiros dias de vida.

A prematuridade pode ser dividida da seguinte forma:

Prematuro limítrofe: nascido entre 34 e 36 semanas.

Prematuro moderado: nascido entre 29 e 33 semanas.

Prematuro extremo: até 28 semanas de gestação.

Em 2018, foram 2.680 recém-nascidos atendidos pela UTI Neonatal do Santa Joana. Destes, 237 tinham abaixo de 1.500 g, e 112 menos de 1.000 g.

No Brasil, apenas 40% das crianças que nascem com menos de 1.500 g conseguem sobreviver, segundo dados da organização não governamental Prematuridade.com. Já no Santa Joana, nosso indicador é bem melhor do que a média nacional, totalizando 80,2%.

Para garantir que a criança consiga crescer bem e conquistar uma boa qualidade de vida no futuro, focamos nossos esforços em quatro pontos principais:

• Investimento em tecnologia e infraestrutura de ponta.

• Equipe multiprofissional especializada.

• Atendimento humanizado, com total atenção não apenas aos bebês, mas também às famílias.

• Atualização contínua com adoção das melhores práticas.


Você sabia?

Principais situações que podem levar a um maior risco de prematuridade:

Pré-eclâmpsia (pressão alta).

Diabetes gestacional.

Bolsa rota (rompimento da membrana amniótica sem que a mulher esteja em trabalho de parto).

Placenta prévia e acretismo (implantação anormal da placenta na parede uterina).

Disfunções clínicas (hipotireoidismo, hipertireoidismo, trombofilia, entre outras).

Disfunções fetais (restrição de crescimento, alteração do líquido amniótico e da vitalidade do bebê na barriga da mãe).

Cuidado para mãe e bebê com o que existe de mais moderno no mundo

Fomos a primeira instituição do Brasil a contar com uma UTI Neonatal especializada no tratamento de bebês com problemas neurológicos. Inaugurado em 2016, esse serviço tem obtido resultados excelentes no atendimento de recém-nascidos com problemas nas regiões do crânio e/ou da coluna vertebral.

Também em 2016, estabelecemos uma parceria inédita com a Universidade Stanford – eleita pela revista Forbes a melhor universidade norte-americana – com o objetivo de prevenir lesões cerebrais e sequelas neurológicas em recém-nascidos com falhas na respiração (asfixia) no momento do parto.

Além do intercâmbio de profissionais entre as duas instituições, essa parceria prevê a realização periódica de videoconferências para compartilhar dados e experiências, além do contato permanente, em tempo real, para discussão de casos.

A UTI Neonatal do Santa Joana também é filiada à rede internacional Vermont Oxford, o que permite a comparação dos resultados conquistados na assistência a bebês nascidos com menos de 1.500 g em 1.100 UTIs neonatais no mundo. Ao conhecer esses padrões mundiais, podemos estabelecer metas e desenvolver cuidados especiais para buscar sempre os melhores resultados no tratamento dos prematuros.

Cuidado especializado para aqueles que acabaram de nascer

Além de médicos intensivistas e pediatras, fazem parte da nossa equipe de especialistas na UTI Neonatal:

• Cirurgiões cardíacos e torácicos.

• Infectologistas.

• Otorrinolaringologistas.

• Endocrinologistas.

• Neurologistas.

• Ortopedistas.

• Geneticistas.

• Nefrologistas.

• Fisioterapeutas.

• Fonoaudiólogos.

• Nutricionistas.

• Psicólogos.

Todos os recém-nascidos da UTI Neonatal são monitorados por equipe multiprofissional especializada 24 horas por dia com avaliações médicas constantes.

Para nós, do Santa Joana, não basta apenas ter colaboradores que saibam tratar e cuidar dos bebês, é primordial contar com profissionais que entendam de todas as necessidades dos pequenos quando eles estão na UTI. Por isso, há várias décadas a instituição vem investindo em educação continuada dos profissionais, sempre respeitando o perfil vocacional de cada um e suas afinidades de atuação.

Assim, reunimos uma equipe completa de especialistas apaixonados pelo que fazem e atentos também aos familiares dos recém-nascidos. Psicólogas foram especialmente treinadas para acompanhar os processos de atendimento e ajudar a confortar pais, avós, irmãos e demais pessoas próximas aos bebês internados na instituição. Os papais também são bem-vindos na nossa UTI Neonatal, nos horários de visita. E, duas vezes por dia, às 10h e às 15h, os médicos ficam à disposição para acolher a família e conversar sobre o desenvolvimento dos bebês.

Outro diferencial da nossa UTI Neonatal é o atendimento da equipe de fisioterapia. O bebezinho precisa ser acompanhado por esses especialistas para garantir que o seu desenvolvimento motor aconteça da melhor forma possível. Os fisioterapeutas também acompanham os aspectos respiratórios. Já os fonoaudiólogos prepararão os prematuros para que possam se alimentar com segurança.

Tudo isso com um só objetivo: atender de forma personalizada as necessidades dos bebês pelo tempo que for necessário, visando sempre sua recuperação plena e da forma mais rápida possível.

Tecnologia de ponta e rigidez na assistência trazem mais segurança para nossos pequenos pacientes

Quem entra pela primeira vez em uma UTI Neonatal pode até se assustar com tantos equipamentos, monitores, fios e tubos, mas tudo isso só está lá para garantir segurança e cuidado especial ao recém-nascido. Desde que foi criada, há mais de três décadas, a UTI Neonatal do Santa Joana tem absorvido o que existe de mais moderno em tecnologia da área médica para bebês.

Horário do Psiu

Quatro horários ao dia (períodos de uma hora) são dedicados para criar um clima de sossego e aconchego para os bebês. As luzes são apagadas e oferecem a sensação de um ambiente mais calmo e relaxante. Nesses momentos, evita-se realizar qualquer procedimento.

Essa é uma forma que encontramos de evitar a dor e diminuir o estresse nos bebês, e ainda aproximar o contato entre mãe e filho, já que esse tempo é totalmente destinado ao relaxamento.

Além dos equipamentos de última geração, como as incubadoras e a ventilação sincronizada, que evita danos ao pulmão do recém-nascido, rigorosos cuidados de segurança foram incorporados pela nossa UTI Neonatal. Prezamos também pela manipulação mínima dos bebês, pois a movimentação em excesso pode gerar situações estressantes para eles. Nesse sentido, criamos o Horário do Psiu – momento em que as luzes da unidade são diminuídas para que o bebê descanse melhor (veja o quadro).

Envolvimento da família no cuidado

No Hospital e Maternidade Santa Joana, fomos pioneiros no hoje conhecido Método Canguru. Essa prática permite a participação dos pais na recuperação dos bebês internados na instituição por meio do contato pele a pele entre mãe/pai e filho. Além de estabelecer afeto e segurança familiar, o Método Canguru favorece o desenvolvimento neuropsicomotor e o ganho de peso do bebê.

Também incentivamos sempre o aleitamento materno, que será iniciado assim que o bebê apresentar condições clínicas para a amamentação, uma vez que ele só tem maturidade para sugar e deglutir coordenadamente a partir de 34 semanas. Nossas mães também recebem apoio da equipe de enfermagem para iniciar com tranquilidade e sucesso esse momento especial. Além de fornecermos todas as informações e apoio, contamos com uma sala de coleta de leite. Isso tem ajudado a manter os pais mais motivados e o nosso Banco de Leite Humano, maior banco de leite privado do país, sempre abastecido para atender também os recém-nascidos cujas mães, por algum motivo, não conseguem produzir esse importante alimento ou apresentam alguma condição clínica que impede a amamentação.

Mesmo nos casos de bebês em terapia intensiva ou que devido à prematuridade não tenham desenvolvido a sucção direto na mama, estamos preparados para ofertar a eles o leite materno por outras vias.

Preparação especial para a alta hospitalar

Pensando nos bebês que, apesar de passarem um período prolongado no hospital, ainda precisarão de cuidado domiciliar, foi idealizado no Santa Joana um local especial de preparo para esse momento. Trata-se de um espaço com cadeiras confortáveis, berços maiores e música ambiente, onde a mamãe recebe apoio para ganhar confiança no dia a dia de seu bebê quando chegar em casa.

Esse apoio envolve cursos com aulas simuladas para cuidados delicados, como nos casos de bebês que precisarão de traqueostomia (colocação de um tubinho na garganta para a passagem do ar) ou gastrostomia (fixação de sonda alimentar no estômago).

Além de levar segurança à família, esse cantinho da UTI Neonatal do Santa Joana pretende gerar a sensação de acolhimento para os bebês a partir do contato com crianças maiores, que riem, brincam e espalham alegria pelo nosso hospital.

Sabemos que com muito conhecimento e cumplicidade com os familiares, mas também com leveza, é possível garantir uma boa estadia hospitalar. Todo esse envolvimento possibilita ainda períodos menores de internação e ótimo recomeço de vida após a alta médica.



Agende uma consulta no Hospital e Maternidade Santa Joana

Central de agendamento
(11) 5080-6000

Horário de agendamento
De segunda a sexta-feira, das 7h às 20h, exceto feriados.

Aos sábados, das 7h às 13h


Para agendamento on-line, visite nosso site.