5 mitos sobre a alimentação da gestante

Peixe cru é proibido na gestação?

As dúvidas sobre o que pode e o que não pode durante a gravidez são muitas, inclusive em termos de alimentação: alimentos que devem ser ingeridos, outros que precisam ser evitados e alguns até proibidos. Com a orientação da nutricionista Luciana Costa, do Hospital e Maternidade Santa Joana, esclarecemos alguns mitos da alimentação na gestação.

1)    Alimentos cítricos reduzem os enjoos?

Sim. Alimentos cítricos são uma boa opção para reduzir esses sintomas. Cada gestante acaba desenvolvendo uma preferência alimentar para reduzir enjoos mas, em geral, uma fruta cítrica, um suco ou um picolé de limão costumam funcionar bem para reduzir essa sensação.

2)    Sashimi e quibe cru são contraindicados na gestação?

Sim. Comer carnes durante a gestação é importante para suprir as necessidades de proteínas e ferro, necessárias para o desenvolvimento do feto. Para grávidas e lactantes, os profissionais da saúde não recomendam o consumo de carnes cruas, sejam elas de vaca ou de peixe.

3)    Ovos estão liberados durante a gestação?

Sim. A recomendação é ingerir até três ovos por semana, por conta da quantidade de gordura que ele tem. É importante evitar as formas de preparo do ovo que levam mais gordura, como o ovo frito e a omelete. O ovo também pode ser usado para substituir as carnes. Dois ovos equivalem a uma porção de carne.

4)    É verdade que feijão produz gazes?

Sim. Na verdade, qualquer grão tem a propensão de formar gases. Embora nem todas as mulheres sintam desconfortos quando ingerem esses alimentos, quando isso ocorre o indicado é usar apenas o caldo do feijão (ou de outras leguminosas, como lentilha e grão de bico), porque o que causa os gazes são as cascas dos grãos.

5)    A alimentação garante todos os nutrientes durante a gestação?

Nem sempre. Por isso, os médicos costumam avaliar a saúde da futura mamãe para verificar se elas precisarão tomar suplementos alimentares para suprir essas necessidades.

Leia mais sobre a alimentação durante a gestação aqui.

 

Share

Deixe seu comentário

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

*