Gestantes – Cuidados com a pele no Inverno

O frio e o clima mais seco do inverno exigem mais cuidados com o corpo e a pele. Mas, e as gestantes, elas podem seguir as mesmas recomendações que as demais mulheres para manter a pele hidratada e saudável?

Buscamos respostas com o Dr. Jayme Oliveira Filho, dermatologista do Hospital e Maternidade Santa Joana.

“As alergias, muitas vezes decorrentes de banhos prolongados, uso de tecidos não usuais e umidade relativa mais baixa” são os problemas de pele mais frequentes nesta época do ano, diz o médico, que especifica: “como diagnóstico, a pele asteatósica (extremamente seca), dermatites ou eczemas de contato (com substâncias alergênicas).”

Mas como evitar isso? “Daí, a importância de agredir pouco a pele nestes meses, utilizando pouco sabonete, tempo de banho menor possível, usando hidratantes in-shower (no final do banho) e após o banho,” recomenda Dr. Jayme.

“Todos os emolientes, hidratantes, são interessantes para a gestante,” diz. Mas o especialista adverte: “evitar produtos que contenham ureia, com concentração acima de 3% e ácido salicílico”.

Share

TAGS: , , , , ,

1 Star2 Stars3 Stars4 Stars5 Stars
0 0

Gestantes podem fazer exercícios como abdominais?

Um vídeo divulgado pela modelo fitness Sarah Stage causou polêmica. Ela, que engordou seis quilos em seis meses de gravidez, aparece fazendo abdominais.

Será que exercícios deste tipo não prejudicam a gestação de alguma forma? O portal UOL buscou respostas com a obstetra do Hospital e Maternidade Santa Joana, Dra. Carla Kikuchi.

Ela explica que não é apenas o ato de pressionar a região abdominal que pode gerar problemas para a gestante e seu bebê. Mas também por ter que ficar deitada durante a malhação: “pedimos para evitar exercícios nessa posição, principalmente a partir dos seis meses, pois a tendência é a pressão da gestante cair. O útero comprime os vasos e diminui o fluxo sanguíneo para o bebê”.

Abdominais, só até o 3º mês de gravidez, recomenda Carla. “Conforme o útero vai crescendo, o ideal é evitar esse exercício feito pela modelo”.

Mas isso não significa que exercícios físicos estão proibidos para gestantes, pelo contrário. O importante é diminuir a intensidade, respeitar seus limites. A especialista exemplifica: “a mulher vai precisar mudar as cargas e seguir um treino moderado. Ou seja, no fim do exercício a grávida deve ser capaz de manter um diálogo”.

Atividade física traz grandes benefícios para a gravidez. “Diminuição do risco de pressão alta e diabetes, menos dores na região lombar e melhora da autoestima,” diz a médica.

Para saber mais sobre o assunto, clique aqui e leia a reportagem completa do UOL.

Share

TAGS: , , , , ,

1 Star2 Stars3 Stars4 Stars5 Stars
0 0

Santa Joana conquista a certificação da JCI – Joint Commission International

O Hospital e Maternidade Santa Joana acaba de conquistar a acreditação da Joint Commission International (JCI), a mais importante certificação hospitalar do mundo. O selo atesta a excelência do hospital em segurança do paciente e qualidade do atendimento.

Baseada em catorze padrões, os critérios de avaliação da certificação JCI têm como foco a segurança do paciente, após avaliação de diversos fatores, como práticas hospitalares, estrutura, gerenciamento de processos, atenção e cuidado com o paciente, entre outros.

“Estamos muito felizes com o resultado. Quando planejamos a JCI, entendemos que seria uma aprendizagem grandiosa. Esta certificação revela como o hospital tem amplo planejamento de gestão e resultados internos bem alinhados,” avalia o engenheiro Ricardo Reis, Coordenador de Qualidade e Segurança do Santa Joana.

A certificação, concedida a apenas 30 instituições de saúde do Brasil, atesta a excelência dos processos e protocolos adotados pelo Hospital e Maternidade Santa Joana, que já teve seus serviços certificados com nível máximo pela Organização Nacional de Acreditação e é filiado à Vermont Oxford Network, rede que reúne dados das 1.000 melhores unidades neonatais do mundo.

 

Share

TAGS: , , , ,

1 Star2 Stars3 Stars4 Stars5 Stars
2 2

Barriga tanquinho pós-gravidez, como a das famosas. Pode ou não pode?

Volta e meia surgem fotos de famosas no Instagram exibindo abdomens sarados pouco tempo depois da gravidez. Algumas gestantes têm isso como objetivo pós-parto. Mas a busca por esse corpo idealizado pode se tornar uma armadilha para a mulher.

Dra. Carla Kikuchi, obstetra do Hospital e Maternidade Santa Joana, falou sobre o tema em entrevista ao portal UOL.

Ela adverte que não se trata apenas de força de vontade. “Perder os quilos ganhos depende do organismo de cada mulher e começa antes mesmo da gravidez.”

Se a pessoa tinha uma alimentação equilibrada, praticava exercícios e estava com seu peso ideal antes da gestação, terá mais facilidade para emagrecer.

A malhação, no entanto, não pode prejudicar a amamentação. A especialista recomenda que é bom ter um acompanhamento nutricional para garantir que a alimentação seja adequada para se exercitar e manter a produção de leite para o bebê.

Para saber mais sobre o assunto, clique aqui e leia a reportagem completa do UOL.

Share

TAGS: , , , , , , ,

1 Star2 Stars3 Stars4 Stars5 Stars
0 0

Orientação para o momento mais aguardado

curso de gestantes santa joana

Insegurança é comum para aqueles que estão prestes a se tornarem pais. Por isso a orientação de profissionais que lidam com o nascimento todos os dias, é importante.

Para trazer todo tipo de informação necessária aos futuros pais, de forma simples e didática, o Hospital e Maternidade Santa Joana disponibiliza o Curso para Gestantes e Casais.

Como explica a coordenadora do curso, Maria Augusta de Freitas: “A gestação e o parto são momentos únicos na vida de uma família. Esse período intenso e de grandes transformações físicas e emocionais na mulher, é também mesclado com inseguranças, medos e incertezas”.

“O curso tem como objetivo minimizar esses sentimentos,” conta a especialista, “trazendo informações e orientações sobre os três últimos meses da gestação, parto, pós-parto, amamentação e cuidados com o recém-nascido.”

“Todo o processo tem como sustentação o atendimento humanizado, visando a segurança da mãe e do seu bebê,” ressalta Maria Augusta.

“Acreditamos que através dos esclarecimentos, embasados no conhecimento e na experiência de nossos profissionais, a gestação, o nascimento e o retorno para casa se tornam mais tranquilos e seguros,” diz a coordenadora, que lembra que os parceiros também devem participar. “No parto, nasce também um pai, por isso aconselhamos e incentivamos a presença e participação do parceiro na gestação, no parto e na vida. Falamos sobre o relacionamento do casal, pois a formação de uma família é uma mudança de vida e a participação dele resulta numa gestação mais tranquila, diminui as inseguranças e fortalece vínculos afetivos.”

E mesmo quem já passou por um parto antes, pode participar do curso. “As mães de primeira viagem têm mais dúvidas, mas recebemos também algumas mães de segunda gestação, quando o primeiro parto ocorreu há alguns anos ou em segundos casamentos,” conta Maria Augusta.

“Temos uma longa história nos cursos para gestantes e casais. Nossa equipe já ministrou orientações para mais de 45 mil casais e o retorno deles para nós, com suas experiências, são nosso maior incentivo para continuarmos com nossa missão,” analisa.

Confira as datas disponíveis no nosso site. Faça sua inscrição pelo telefone 11 5080-6000 opção 2, de segunda a sexta, das 8h às 20h, e aos sábados, das 8h às 12h.

Share

TAGS: , , , , , , , , , ,

1 Star2 Stars3 Stars4 Stars5 Stars
4 4

Drenagem linfática: é indicado fazer durante a gravidez?

Muito se fala da drenagem linfática, uma massagem indicada para casos de inchaço e retenção de líquidos, problemas estes muito comuns entre as gestantes. A técnica está sendo recorrente entre as mulheres grávidas, que também encontram alívio às dores na lombar e aos desconfortos da gestação. A dúvida que surge é: a drenagem linfática é realmente segura para as gestantes?

O Dr. Luiz Fernando Leite, obstetra do Hospital e Maternidade Santa Joana, contou mais sobre os efeitos da drenagem linfática na retenção de líquidos ao site Delas, do IG. “A drenagem ajuda a eliminar esses líquidos e contribui ativamente para a recuperação da saúde física e estética da gestante”. Ele recomenda, também, a prática de exercícios físicos e a hidratação do corpo para eliminar os sintomas de desconforto.

Porém, é preciso ficar de olho em todos os cuidados necessários na hora de realizar a técnica em gestantes. “Os riscos sempre existem se a drenagem não for executada por profissionais habilitados”. Por isso, é sempre importante buscar clínicas especializadas e com profissionais bem preparados para atender as gestantes com todas as suas características individuais.

No pós-parto

A liberação do obstetra é essencial antes de realizar uma drenagem linfática após o parto, podendo ter um tempo variado de autorização para cada caso. O Dr. Luiz Fernando recomenda esperar 30 dias para voltar com a drenagem nas pernas e 60 para receber no abdômen, especialmente em casos de parto cesárea.

Contraindicações

O Dr. Luiz Fernando Leite explica que mulheres com a placenta baixa ou gravidez de gêmeos devem ter seu caso analisado individualmente pelo obstetra. Mulheres com diabetes, hipertensão ou varizes também devem evitar a técnica, uma vez que essas condições aumentam o risco de trombose.

Para mais informações sobre a drenagem linfática na gravidez, leia a matéria completa no site Delas.

Share

TAGS: , , , , , , , ,

1 Star2 Stars3 Stars4 Stars5 Stars
0 0

Inverno e Gravidez: Orientações para Gestantes

A queda nas temperaturas com o início do inverno afeta a gestante e seu bebê de que forma? Como ela pode se proteger e prevenir eventuais problemas de saúde?

O obstetra do Hospital e Maternidade Santa Joana, Dr. Alberto D’Auria, deu orientações para as futuras mamães em entrevista ao portal iG Delas.

A hidratação da pele é uma preocupação no inverno e o médico ensina um modo de observar o grau de hidratação: “Urina clara com transparência significa boa hidratação”. Para conseguir isso, é simples! Aumente a ingestão de líquido, água preferencialmente.

O clima do inverno também faz aumentar a gordura na pele. Dr. Alberto recomenda às gestantes que já têm acne ou pele gordurosa que troquem cosméticos em creme por gel, para evitar infecções de pele. Rachaduras nos lábios também podem ser prevenidas com protetores e hidratantes labiais.

Outra coisa que prejudica a pele são os banhos quentes. “Água quente é sempre contraindicada, já que resseca demais a pele, tirando toda a proteção gordurosa e natural.” Além disso, alerta o especialista, a água muito quente pode provocar hipotensão arterial, aumentando o risco de desmaio durante o banho.

A roupa da gestante no inverno deve ser preferencialmente de algodão, diz o obstetra, já que tecidos sintéticos podem provocar alergia. E atenção especial ao sutiã. “Devem ser somente de algodão e sem o ferro que pode machucar a mama,” recomenda Dr. Alberto.

E consumir chá, para aquecer, é uma boa, “já que são hidratantes contínuos,” lembra o médico que indica chá de erva cidreira, por exemplo. No entanto, não são indicados chás com cafeína, aqueles escuros, durante a gestação.

 Para saber mais sobre o assunto, clique aqui e leia a reportagem completa do Delas.

Share

TAGS: , , , , , , , , , ,

1 Star2 Stars3 Stars4 Stars5 Stars
0 0

Gestante e Febre? Quais Medicamentos a Grávida Pode Tomar?

Com o inverno, aumentam as chances de pegar gripes e resfriados, e consequentemente, ter febres. Como as gestantes devem lidar com o problema? Será que grávidas podem tomar medicamentos comuns para tratar as doenças?

Perguntamos ao Dr. Luiz Fernando Pereira Leite, obstetra do Hospital e Maternidade Santa Joana.

Doutor, gestante pode ingerir dipirona ou paracetamol?

Pode dipirona se a gestante não for alérgica, para dores de cabeça e musculares. Paracetamol também está indicado.

E se tiver febre e não tomar medicação, quais os riscos para o bebê?

É preciso descobrir a origem do quadro que causa a febre, se é viral ou bacteriana. Qualquer quadro infeccioso, se a febre não ceder, pode levar a um parto prematuro. E se ocorrer durante o 1º trimestre de gestação, pode ocasionar a perda do bebê.

 O bebê pode ter febre dentro do útero?

Infecções podem passar para o bebê, mas ele não vai ter febre, vai apresentar sinais do quadro infeccioso.

Um pré-natal cuidadoso e o acompanhamento do obstetra são importantíssimos para uma gravidez saudável. Procure sempre a orientação de um médico antes de iniciar qualquer tipo de tratamento durante a gestação. Sua saúde e a do seu bebê agradecem.

Share

TAGS: , , , , , , ,

1 Star2 Stars3 Stars4 Stars5 Stars
0 0

Inalação: Como convencer o bebê a fazer inalação?

Vale convencer criança a fazer inalação colocando um pirulito dentro da máscara? A técnica, utilizada pela ex-BBB Adriana Sant’anna e seu marido, que publicaram foto do momento no Instagram, é bem controversa. Conforme explicou a Dra. Julia Borten, neonatologista do Hospital e Maternidade Santa Joana, em entrevista ao portal UOL.

“No corpo humano, há um caminho para a respiração e outro em paralelo para a alimentação. Quando um abre, o outro fecha. Mecanismo de defesa, para que pedaços de alimentos não acabem parando nos pulmões. Por isso, ao usar o pirulito na máscara, o que acaba acontecendo é que menos névoa chegue ao órgão,” esclarece a médica, que lembra, o consumo de doces também não é indicado a menores de dois anos de idade.

Mas existem alternativas para tornar a inalação tranquila ou até mesmo divertida para crianças, como:

  • Não utilizar a máscara, colocando o cano do inalador próximo do rosto da criança;

  • Deixar a máscara sobre o rosto do bebê, sem tocar nele, durante o sono;

  • Aproveitar a distração e fazer a inalação enquanto a criança vê um desenho animado;

  • Fazer uma massagem relaxante no bebê, como shantala, antes de ligar o aparelho;

  • Ninar a criança no colo durante a inalação;

  • Utilizar um aparelho de inalação decorado com bichinhos ou que faça menos barulho (ultrassônico);

  • Ou criar joguinhos para o momento, como “brincar de engolir nuvem,” sugere Dra. Julia.

Quer saber mais sobre o tema? Clique aqui e leia a reportagem completa do UOL.

Share

TAGS: , , , , , ,

1 Star2 Stars3 Stars4 Stars5 Stars
0 0

Icterícia Neonatal: Descubra porquê Bebês podem Ficar “Amarelados”

Recém-nascidos com a pele e olhos amarelados. Por que isso acontece? Trata-se de uma condição chamada icterícia neonatal, que é mais comum do que se imagina.

A Dra. Clery Bernardi Gallaci, neonatologista do Hospital e Maternidade Santa Joana, explicou os aspectos que envolvem essa condição em entrevista para o site da revista Pais&Filhos.

De acordo com ela, a icterícia neonatal acomete entre 60% e 80% dos recém-nascidos; é causada pela presença de bilirrubina, um pigmento, no sangue do bebê, que é normalmente eliminado pelo corpo em poucos dias. Mas, em alguns casos, como por exemplo, incompatibilidade sanguínea entre a mãe e a criança, mãe com diabetes gestacional ou prematuridade, há excesso de bilirrubina, o que dificulta a eliminação pelo organismo.

“Cerca de 6% a 8% dos bebês com icterícia atingem nível para tratamento. Devemos lembrar que a bilirrubina é um antioxidante natural para o bebê e seu excesso é que faz mal,” recorda a médica.

Em situações assim, é necessário um tratamento simples, a fototerapia (conhecida como banho de luz), que deve ser feita no hospital, procedimento seguro e indolor.

Para saber mais sobre a icterícia neonatal, clique aqui e leia a reportagem completa da Pais& Filhos.

Share

TAGS: , , , , , , ,

1 Star2 Stars3 Stars4 Stars5 Stars
0 0